Dar

Tempo

Controlo de Invasoras na Mata da Machada
Na Mata da Machada existe uma forte presença de várias espécies de acácias (Acacia sp.), bem como de chorão-da-praia (Carpobrotus edulis), que se estendem ao Sapal do Coina, ameaçando o equilíbrio destes habitats.

Objetivo

75

/

75

Inscrições

Partilha:

Mata da Machada

28 de julho de 2019
10:00

-

13:00

A Iniciativa Inclui

• Seguro de voluntário Quercus
• Transporte de ida e volta a partir de Lisboa e do Porto
• Almoço
• Lanche da manhã e da tarde
• Formação e ferramentas necessárias para a realização da ação

Necessidades

Há a necessidade de, através da participação coletiva, incentivar o combate às invasoras, criando laços, que se prolonguem no tempo, entre os voluntários e a área protegida.

Dificuldade

Fácil: manuseamento simples de ferramentas, com o devido acompanhamento.

Tarefas e Objectivos

De forma a proteger estes ecossistemas, é necessário o controlo das espécies invasoras. Nesse sentido, será necessário arrancar chorões-da-praia e descascar o câmbio das espécies invasoras como as acácias.

Esta área protegida local corresponde a cerca de 800 hectares e inclui dois espaços naturais de grande valor do ponto de vista ecológico, histórico, social e paisagístico: o Sapal do Rio Coina e a Mata da Machada. Constitui um repositório de fauna e flora, valores naturais e culturais que importam preservar e promover.

Em parceria com

Anterior

X